Senza categoria

Em operação inédita, Porto do Pecém embarca 84 pás eólicas em um só navio

Conhecido como um dos maiores produtores de energia eólica do País, o Ceará dessa vez bateu outro recorde no segmento. Em uma operação inédita, o Porto do Pecém embarcou em um único navio 84 pás eólicas para exportação. Além disso, o Estado já movimentou, de janeiro à primeira semana de agosto, 409 pás. Segundo informações […]

Conhecido como um dos maiores produtores de energia eólica do País, o Ceará dessa vez bateu outro recorde no segmento. Em uma operação inédita, o Porto do Pecém embarcou em um único navio 84 pás eólicas para exportação. Além disso, o Estado já movimentou, de janeiro à primeira semana de agosto, 409 pás. Segundo informações do Cipp S/A, de janeiro a julho, foram 325 itens embarcados, um crescimento de 51,1% em relação a igual período do ano passado, quando passaram pelo terminal 215 pás eólicas.

A operação inédita foi realizada pela Tecer Terminais Portuários cujo gerente, Carlos Alberto Alves, enfatizou a capacidade da empresa em atender a demanda. “Temos nos dedicado para conquistar cada vez mais eficiência nos processos de movimentação de embarque e desembarque das cargas sem perder o foco em duas premissas: padrões internacionais de manuseio e segurança, não só para as cargas, como para os nossos operadores”.

De acordo com ele, a importância do Porto está realizando essa operação é viabilizar o fabricante no Estado à exportação, principalmente, para os Estados Unidos. “Existe a possibilidade de mercado para os próximos três anos de renovação da frota de equipamentos nos Estados Unidos. Eles estão renovando os parques eólicos e o Porto do Pecém se adequou, proporcionando o negócio”, destaca.

Alves avalia positivamente a modernização das usinas norte-americanas para as empresas fabricantes de pás eólicas no Estado. “As empresas continuam investindo em tecnologia. Nós, da Tecer, investimos R$ 64 milhões nos últimos anos para atender essa movimentação. Essa renovação dos parques eólicos nos Estados Unidos deve durar de três a cinco anos”. A carga de 84 pás exportada foi direcionada para a costa leste dos Estados Unidos. Alves informou ainda que a exportação também é destinada para a Alemanha, na Europa.

Movimentação
No primeiro semestre deste ano, foram movimentadas 235 pás eólicas no Porto do Pecém, o que representou uma alta de 28,4% em comparação com igual período de 2017, quando passaram pelo terminal 183 itens. Apenas em julho e na primeira semana de agosto a operação envolveu 174 unidades do produto, com a expectativa de aumentar os números até o fim de 2018.

De acordo com dados do Porto do Pecém, só no mês de julho foram movimentadas 90 pás eólicas, uma alta de 181,2% em relação a julho de 2017, quando o terminal exportou apenas 32 unidades do produto.

Fonte: Diário do Nordeste.

Você também pode gostar
Inovação
Espaços compartilhados: entenda o que são e como usar

Neste artigo, entrevistaremos Anna Borba – gestora de desenvolvimento humano e social na Planet Smart City – que nos ajudará a entender melhor o conceito dos espaços compartilhados.

Investimentos
Investir em imóveis ou fundos imobiliários: qual é o ideal para você?

Destacaremos como funciona o investimento em imóveis e em fundos imobiliários, apresentaremos as principais diferenças entre eles e vamos ressaltar para qual perfil cada escolha é indicada. Continue com a gente.

Smart City Natal
Confira as vantagens de comprar terreno em Natal!

Existem inúmeros benefícios de comprar um terreno em Natal. Um deles é realizar um investimento em uma região com enorme potencial de crescimento.

Descubra o viver além de morar.
Mande uma mensagem
Descubra o viver além de morar