Senza categoria

CEARÁ TEM CRESCIMENTO DE 101,5% NAS EXPORTAÇÕES EM JANEIRO.

O Ceará alcançou no último mês de janeiro o melhor resultado para as exportações nos últimos 20 anos – período de levantamento da série histórica do sistema da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O Estado conseguiu exportar U$$ 156,5 milhões – alta de 101,5% em relação ao […]
export
export

exportt

O Ceará alcançou no último mês de janeiro o melhor resultado para as exportações nos últimos 20 anos – período de levantamento da série histórica do sistema da Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O Estado conseguiu exportar U$$ 156,5 milhões – alta de 101,5% em relação ao mesmo período de 2016.

Foi o sexto mês consecutivo em que o Estado registra aumento quando comparado com 2015. Já as importações seguem mudança na tendência de redução que vinha sendo observada nos últimos meses, crescendo 102,6% em relação a janeiro de 2016, passando de US$ 100,3 milhões para US$ 203,3 milhões. Como resultado, a balança comercial cearense apresentou déficit de US$ 46,8 milhões no início deste ano, valor 106,1% maior se comparado com igual período de 2016.
Entre as unidades da Federação, o Ceará permanece na 14ª colocação. Foi o Estado que registrou o terceiro maior aumento nas exportações no Brasil, ficando atrás apenas de Pernambuco e Roraima. São Gonçalo do Amarante se destaca por ser o município cearense que mais exporta, tendo comercializado quase US$ 83 milhões no último mês deste ano, dos quais US$ 59,8 milhões só em produtos semifaturados de ferro ou aço, o que reflete a importância da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) para a localidade.
O setor de “ferro fundido, ferro e aço” foi o que mais contribuiu para o aumento das exportações em janeiro de 2017. Destaque para o setor de “produtos diversos das indústrias químicas” que registrou crescimento de 19.943% em relação ao mesmo período do ano passado. Já o setor de fruticultura teve queda de 52,8% em virtude do fim da safra de melões e outras culturas.
Fonte: Opovo
Você também pode gostar
Inovação
Espaços compartilhados: entenda o que são e como usar

Neste artigo, entrevistaremos Anna Borba – gestora de desenvolvimento humano e social na Planet Smart City – que nos ajudará a entender melhor o conceito dos espaços compartilhados.

Investimentos
Investir em imóveis ou fundos imobiliários: qual é o ideal para você?

Destacaremos como funciona o investimento em imóveis e em fundos imobiliários, apresentaremos as principais diferenças entre eles e vamos ressaltar para qual perfil cada escolha é indicada. Continue com a gente.

Smart City Natal
Confira as vantagens de comprar terreno em Natal!

Existem inúmeros benefícios de comprar um terreno em Natal. Um deles é realizar um investimento em uma região com enorme potencial de crescimento.

Descubra o viver além de morar.
Mande uma mensagem
Descubra o viver além de morar